International English – Nem americano, nem britânico

Você decidiu aprender inglês e percebeu que existe o inglês americano e o inglês britânico. Mas e aí, qual você deve aprender? Qual é o “mais certo”?

Inglês americano e inglês britânico – Existe diferença?

Sim. Existem algumas. Nada que chega a atrapalhar a comunicação, mas vale a pena conhecer.

Na escrita há algumas diferenças. Elas não interferem na pronúncia, com exceção do sotaque, é claro. Para você ter uma ideia dessas diferenças, vou citar uma delas. Há uma letra -u a mais em algumas palavras escritas na Inglaterra, como: neighbor (AmE) e neighbour (BrE).

Há também diferenças no vocabulário usado em cada país. Para algumas coisas, usa-se uma palavra nos EUA e outra completamente diferente na Inglaterra. Por exemplo, para dizer calça, usa-se o termo pants nos EUA e trousers na Inglaterra.

Para saber mais sobre as diferenças entre o inglês americano e o inglês britânico, clique aqui.

Inglês internacional – inglês falado no mundo

É muito comum que os estudantes brasileiros da língua inglesa tenham dúvidas quanto ao aprender inglês americano ou inglês britânico.

Eu, como professor de inglês desde 1996, ouço muitas perguntas sobre esse assunto. Os alunos querem saber qual o inglês mais correto, qual o inglês que ensino, qual o mais usado.

Mas, e aí? Qual deles, hein?

Minha resposta de maneira geral é: ambos, misturados.

Isso mesmo. Você como estudante de inglês como segundo idioma (English as a Second Language – ESL) não precisa se preocupar com isso.

Você pode usar um termo britânico, outro americano e assim por diante. Seja livre também para ter o sotaque que quiser, e por que não misturá-los? 

Público alvo - com quem falo, para quem escrevo

Apesar de você ser livre para falar o que quiser, e pronunciar como tiver vontade, é importante prestar atenção e levar em conta as pessoas que vão te ouvir e também aqueles que irão ler o que você escreveu.

Por exemplo, você é brasileiro e está fazendo um catálogo em inglês. Quem vai lê-lo? Se seu público alvo for americano, invista no inglês americano, porém se você quer que seu produto seja vendido na Suécia, Canadá e China, você precisa tomar cuidado com termos e expressões específicas usadas somente em determinados países.

Nesse caso, escreva usando uma linguagem mais simples, sem muitas expressões idiomáticas que podem prejudicar a compreensão.

Outra situação. Imagine que você está em um bar na Inglaterra, conhece uma pessoa local e começa a conversar com ela. Aquele seu inglês americano - adquirido por meio de uma experiência de oito anos morando em Nova Iorque - deve ser usado com cuidado.

Evite usar as gírias que aprendeu com seus amigos do Bronx e coisas do tipo nesse caso. Use termos mais neutros, e se conhecer, termos mais britânicos, e terá uma conversa mais fluída.

Nativos – protetores da língua

Os nativos da língua inglesa costumam ser muito protetores da língua que falam e podem até discutir sobre o assunto.

Por exemplo, você está em um restaurante nos Estados Unidos e pede uma porção de chips. Você recebe uma porção de batata frita cortada redondinha, tipo Ruffles® . Aí você reclama e diz que queria em palitinhos, que no inglês americano é (French) fries. Ele vai dizer que você pediu errado e tal. Ele vai defender isso até o final.

A questão é que chips na Inglaterra que dizer batata frita em palitinhos, mas nos EUA é a versão redonda.

Não há certo ou errado, percebe. Ele está defendo o que dizem lá, na área dele. Não adianta discutir com ele e dizer que você é brasileiro e fala como quiser... A discussão não vai dar em nada.

Então o certo é o que é dito naquele local. Use isso e evite dores de cabeça.

Tente usar os termos que são usados na região onde estiver, principalmente se estiver nos Estados Unidos ou na Inglaterra.

"The English language is nobody's special property. It is the property of the imagination: it is the property of the language itself." -DEREK WALCOTT

Click to Tweet

Keep in mind

Não se preocupe tanto em falar inglês americano ou britânico, a não ser que precise, que tenha um público alvo específico.

Se preocupe em aprender expressões e gírias faladas em diversos países.

Assim você conseguirá se comunicar as pessoas do mundo todo.


É bom tê-lo conosco.

Take care!

Question: Você prefere ouvir inglês americano ou britânico?

Para ver mais posts como esse se inscreva aqui. Mantenha seu inglês atualizado recebendo nossos posts atuais semanalmente.

Compartilhe esse post com seus amigos que estão aprendendo ou aperfeiçoando o inglês clicando nas redes sociais abaixo.

Não se esqueça de curtir a nossa página no Facebook. Ajude-nos a continuar trazendo conteúdo relevante e de qualidade!

Leia também: ​Inglês Americano e Inglês Britânico – Qual a diferença?​​​

SOURCES

CLARK, Urzsula. Which variety of English should you speak? Available at: <https://www.britishcouncil.org/voices-magazine/which-variety-english-should-you-speak> Accessed 30 July 2018

Emma. British or American English - Which one should you study? Available at: <https://www.mmmenglish.com/2018/02/23/british-or-american-english/> Accessed 30 July 2018

SOUZA, Eric. Inglês Americano e Inglês Britânico – Qual a diferença? Available at: <http://www.golearners.com.br/dicas-de-ingles/ingles-americano-ingles-britanico/> Accessed 30 July 2018

LIMA, Denilso. O que é o International English? Available at: <https://www.inglesnapontadalingua.com.br/2011/05/o-que-e-o-international-english.html> Accessed 30 July 2018

About the Author

Co-fundador, editor chefe e criador de conteúdo aqui no GoLearners. Professor de inglês desde 1996 e especialista em aulas particulares personalizadas desde 2006.

Leave a Reply 0 comments