Morar no exterior: prepare-se para perrengues e desafios

Quais desafios, além da língua, você acha que as pessoas que decidem morar fora encontram? Para os brasileiros que estão planejando esse futuro, aqui vão três pontos para refletir.

Morar no exterior - 3 pontos para refletir

O que antigamente era um sonho, hoje se tornou uma alternativa: morar no exterior. Muitas vezes você já deve ter pensado em como seria morar fora, num país que você imagina que seria ideal para realizar seus planos, sejam eles financeiros, profissionais ou culturais. Mas você já pensou em quais seriam os desafios de morar exterior? Se você é do tipo que só pensa nos pontos positivos, tais como: menos violência, melhores condições de vida ou uma boa educação, o nosso conselho é que você pense também em quais seriam os desafios de uma mudança tão radical. Você pode sim, vivenciar todos os pontos positivos que imaginou, mas deve estar preparado para todo um processo que podemos chamar aqui de 'começar do zero'.

Segundo alguns amigos meus que foram morar no Canadá, na Irlanda, na Itália e na Austrália, o começo não é nem um pouco fácil. E aqui não estamos falando de dinheiro, pois muitas pessoas vendem tudo ou quase tudo que têm para começar uma nova vida no país 'ideal'. Se não estamos falando de dinheiro, do que estamos falando então? Leia aqui algumas situações vivenciadas pelos meus amigos.

1 - Ser um zé-ninguém: você não tem referências

Esta foi a expressão que meus amigos usaram para expressar o que sentiram quando chegaram no novo país. Você quer alugar um apartamento, mas não tem referências. Você quer abrir uma conta no banco, mas não tem referências. Você consegue um emprego porque já sabe falar a língua do país, mas o chefe pede referências. Como ter referências, se você é um imigrante ali, um estrangeiro começando do zero? Pense nisso.

2 - Clima e tristeza: você pensa que está preparado

O clima sempre é citado como um fator complicado para os brasileiros, afinal, moramos num país tropical. Mas se você não é daquelas regiões brasileiras que são muito quentes no verão ou muito frias no inverno, você com certeza vai sentir a diferença. Você pode dizer, por exemplo, que só é frio nas ruas, e isso é verdade, porque geralmente esses países são preparados para fortes invernos, mas até você conseguir comprar um carro, talvez você sinta o baque de uma temperatura que chega a 20 ou 30 graus abaixo de zero. Ou você decide ficar em casa para não enfrentar o frio, aí pode se sentir um pouco depressivo, pode ficar triste por seus amigos e familiares não estarem por perto.

3 - Cultura: você acredita que fará amigos de imediato

Você pode ser uma pessoa de sorte, e chegando num outro país fazer novos amigos imediatamente. Isso acontece muito, mas com turistas. Mas quando você revela que pretende ali morar, nem sempre a receptividade é a mesma. Afinal, você está ali para competir pelos empregos, pela moradias, etc. Querendo se tornar um cidadão.

"O lugar ideal para mim é aquele em que é mais natural viver como estrangeiro." - (Ítalo Calvino)

Click to Tweet

Bom, essas foram algumas experiências compartilhadas pelos meus amigos. Eles também me contaram sobre outros perrengues que tiveram relacionados à burocracia, à comida, à solidão ou mesmo ao fato de se ter um animal de estimação. Mas essas histórias vou deixar para uma próxima oportunidade.

Question: E você? Está pensando em morar fora? Onde? Conta pra gente.

Para ver mais posts como esse se inscreva aqui. Mantenha seu inglês atualizado recebendo nossos posts atuais semanalmente.

Compartilhe esse post com seus amigos que estão aprendendo ou aperfeiçoando o inglês clicando nas redes sociais abaixo.

Não se esqueça de curtir a nossa página no Facebook. Ajude-nos a continuar trazendo conteúdo relevante e de qualidade!

Leave a Reply 0 comments